Sobre a Associação

A Vita Nativa é uma organização portuguesa sem fins lucrativos para a Conservação do Ambiente que pretende promover o estudo e a conservação da natureza, divulgar e valorizar o património natural e contribuir para a participação ativa na defesa do ambiente e dos serviços do ecossistema.

Fundada em 2018, a Vita Nativa é uma associação independente e apartidária que teve como ponto de partida o coração da Ria Formosa, onde foi constituída por um grupo de profissionais que desenvolvem atividade na área da conservação da natureza e ambiente e que se juntaram pela necessidade de dar resposta ativa e coordenada a várias problemáticas ambientais identificadas.

Por esse motivo, a Vita Nativa conta com uma equipa multidisciplinar, dinâmica e comprometida em trazer uma nova visão e abordagem prática sobre as diferentes temáticas ambientais.

 

Missão

A Vita Nativa tem como missão trabalhar para a conservação da natureza e para a defesa do ambiente, promovendo uma valorização e desenvolvimento sustentável do património natural. A sensibilização e educação ambiental e a promoção da prática de atividades de natureza são também outras das suas prioridades.

Em resumo, a Vita Nativa pretende desenvolver atividades de intervenção cívica através da execução de projetos de conservação da natureza e sustentabilidade ambiental, da realização de formações e de atividades de educação e sensibilização ambiental.

 

Objetivos

A Vita Nativa tem como principais objetivos a conservação do ambiente e a divulgação e promoção do património natural, da diversidade das espécies e da importância dos ecossistemas, e como objetivos específicos:

– Promover o estudo dos valores naturais, da biologia das espécies selvagens e dos seus habitats e desenvolver suportes científicos e técnicos para a aplicação de medidas práticas de gestão e conservação da natureza e ambiente;

– Incentivar a conservação da natureza através de atividades que possibilitem a investigação e a implementação de projetos de conservação, especialmente em território português;

– Contribuir para a valorização ambiental e para dinamizar a prática de atividades de natureza, nas suas várias vertentes, através da realização destas atividades e da elaboração e partilha de bons princípios para a sua aplicação;

– Contribuir para a cidadania ambiental incentivando a população em geral e grupos técnicos ligados à conservação da natureza e do ambiente, através da realização de ações de formação e educação ambiental;

– Impedir a destruição dos meios naturais e dos seus elementos e apoiar e desenvolver projetos de gestão sustentável dos recursos naturais;

– Divulgar o conhecimento produzido pela comunidade científica e sensibilizar para questões relacionadas com o Ambiente;

– Colaborar com outras instituições nacionais e internacionais.

 

 
©Thijs Valkenburg